Início / Noticias / Sociedade Musical e Sportiva Alvidense comemora 100 anos

Sociedade Musical e Sportiva Alvidense comemora 100 anos

04 Fev 2019
Em Cascais o movimento associativo está vivo e recomenda-se. A Sociedade Musical e Sportiva Alvidense entrou para o clube das coletividades centenários do concelho, tendo aberto as suas portas a 3 de fevereiro de 1919.

Com cerca de 800 sócios de todas as idades, e sobretudo muitos jovens, a Sociedade Musical e Sportiva Alvidense é a 11ª coletividade cascalense a celebrar cem anos, o que demonstra bem a vitalidade do movimento associativo no concelho.

O Grupo Recreativo Futuro Alvidense foi fundado a 3 de fevereiro de 1919 e só mais tarde se passou a chamar Sociedade Musical e Sportiva Alvidense. Na época, tinha já como objetivos a promoção do ensino da música, do teatro e de atividades lúdicas e desportivas.

Atualmente, a coletividade continua com o seu papel de promoção musical, dando existência à Escola de Musica, com destaque para a Banda Filarmónica e a Orquestra Juvenil.

As atividades desportivas e recreativas são também o prato forte da Sociedade, com destaque para os famosos bailes, de entre os quais o Baile da Primavera é um dos mais populares. Este baile que comemora o renascimento da natureza, recebeu artistas de renome à época, como Simone de Oliveira, Madalena Iglésias, António Calvário, Tristão da Silva ou Vítor Mendes.

O papel destas coletividades, em geral, e da Sociedade Musical e Sportiva Alvidense, em particular, na transmissão de valores de geração em geração, " fundamentais para a realização do projeto de felicidade de cada um" foi realçado por Carlos Carreiras, Presidente da Câmara Municipal de Cascais, presente na sessão solene que homenageou os sócios mais antigos e aqueles que se destacaram nas diferentes atividades.

" A democracia participativa sempre esteve presente em Alvide, mesmo em tempos de ditadura, graças à ação desta Sociedade" referiu Carlos Carreiras, salientando, ainda, o esforço que o município está a fazer no sentido de requalificar o equipamento e a sede das diferentes coletividades existentes no concelho, assim como a guarda do
património histórico destas associações que hoje se encontra todo digitalizado no arquivo histórico municipal.

A importância do património imaterial destas coletividades, "aquele que não é possível reduzir a números mas que faz a diferença nas comunidades a que pertencem", foi também destacado por Augusto Flor, Presidente da Direção da Confederação Portuguesa das Coletividades de Cultura, Recreio e Desporto. " Quantas pessoas aprenderam aqui o valor da vida?", perguntou Augusto Flor, sublinhando que Cascais é "um concelho riquíssimo em coletividades centenárias" que definem a "identidade de uma comunidade"

Recorde-se que o Município reconhecendo, justamente, o valor desse património histórico, editou, recentemente o I volume da obra " Cascais: Associações com História" que conta a história das 34 associações fundadas entre 1886 e 1941, onde se inclui a Sociedade Musical e Sportiva Alvidense.

Conheça aqui mais um pouco da história da Sociedade Musical e Sportiva Alvidense

+ Sobre cascais

banner_cascais_0banner_cascaisambiente_0banner_cascaisparticipa_0banner_cascaisjovem_0banner_cascalitosbanner_lojacascaisbanner_bairromuseus_0banner_geocascaisbanner_agendacascais