Início / Noticias / FIC - Festival Internacional de Cultura em Cascais com o melhor da cultura

FIC - Festival Internacional de Cultura em Cascais com o melhor da cultura

FIC 2017
04 Set 2017
Sob o tema genérico "Camões: ao desconcerto do mundo", até dia 30 de setembro Cascais acolhe a terceira edição do FIC-Festival Internacional da Cultura, o maior festival realizado no país que promove o encontro entre o grande público e o melhor da cultura.

Promovido pela Câmara Municipal de Cascais e pela LeYa, o FIC, que já se afirmou como um dos grandes festivais nacionais de cultura, traz para junto do grande público grande autores como Paul Auster, Lídia Jorge, Rosa Montero ou, na música, Salvador Sobral, Jorge Palma, e pela primeira vez inclui uma gala do fado com Ana Moura e Cuca Roseta, a par da festa do Livro, evento com características únicas que reinventa o conceito de feira do livro.
"O FIC é de facto um marco, não só pela diversidade de manifestações culturais que aqui traz, mas também por democratizar o acesso à cultura e promover a formação de novos públicos", salientou Carlos Carreiras, presidente da Câmara Municipal, na apresentação da programação do festival, na Casa de Santa Maria. Para o autarca, "quanto mais nós atrairmos a Cascais toda uma comunidade criativa, quanto mais formos capazes de criar novos públicos que aprendam a apreciar as várias manifestações artísticas, Cascais ficará sempre um concelho mais atrativo, mais competitivo e com isso com mais valor".
Os eventos são diários e, nas palavras de Tiago Morais Sarmento, administrador do Grupo LeYa, "imperdíveis que vale a pena ver. Alguns dos acontecimentos são únicos. É a primeira e única vez, se calhar, que vamos ter em Portugal algumas individualidades que certamente nos ajudarão a crescer no nosso conhecimento e na nossa cultura".
Presente na apresentação, Luís Filipe Castro Mendes, Ministro da Cultura, revelou sentir-se "em família", rodeado dos escritores com quem tem convivido nos últimos anos, além de muitos amigos. Considerando ter o FIC uma "excelente programação" com "uma plêiade extraordinária de autores e músicos", Castro Mendes manifestou interesse em estar presente em diversos dos debates previstos.
Destacando a natureza "forte e variada" do programa, "muito diferente da do ano passado" Inês Pedrosa, escritora, curadora do FIC, deixou o apelo para que as pessoas acompanhem o festival e tirem partido dos seus diversos momentos: "dado que os debates são aos fins de semana e ao final da tarde ou à noite venham a todos, porque aprenderão sempre qualquer coisa".
Depois de nos dias 2 e 3 terem decorrido o concerto da Orquestra XXI, com casa cheia no Casino Estoril, e encontros com a escritora indiana Arundhati Roy e com a romancista francesa Maylis de Kerangal, o festival prossegue até dia 30 de setembro, reunindo, ao longo do mês, um conjunto alargado de grandes figuras da cultura nacional e internacional.
Da literatura à música, passando pelo teatro, cinema, exposições, animação infantil, noites de poesia, artes de rua e eventos de gastronomia, bem como uma inovadora Festa do Livro, que irá decorrer no Jardim da Parada, reinventando o conceito de feira do livro.
Encontros e debates
Na Casa das Histórias Paula Rego vão decorrer os debates e encontros com escritores, que contam com a curadoria de Inês Pedrosa, no âmbito dos quais estarão presentes grandes mulheres da literatura ocidental, como Lídia Jorge, Rosa Montero ou Selva Almada, um dos novos valores literários da Argentina de quem, no final de agosto, a Leya/Dom Quixote editará o muito falado romance de não-ficção "Raparigas Mortas" e, ainda, a escritora de policiais inglesa Sophie Hannah, a quem os herdeiros de Agatha Christie confiaram a missão de dar continuidade à série Hercule Poirot.
Paul Auster, nome maior da literatura contemporânea e autor de uma vasta obra aclamada pela crítica e pelo público, e também finalista do Man Booker Prize, vai estar presente no dia 10 de setembro.
Homenagem a Manuel Alegre.
O ciclo de encontros e debates com escritores do FIC incluirá também uma homenagem a Manuel Alegre, Prémio Camões 2017, e encontros com autores como Nuno Júdice, Gonçalo M. Tavares ou Rodrigo Guedes de Carvalho, entre mais de 40 convidados.
Música
Na música estão previstos 12 concertos, mais do dobro dos realizados em 2016. Da pop à música clássica, estão confirmados alguns dos principais artistas portugueses, como Salvador Sobral, Jorge Palma, Joana Amendoeira ou o pianista Artur Pizarro com a Orquestra XXI (realizado dia 3).
Grande Gala do Fado e Sinfónica de Cascais
O festival integra pela primeira vez, a Grande Gala do Fado com atuações dos fadistas de renome como Ana Moura e Cuca Roseta, entre outros. O FIC vai integrar também um concerto da Orquestra Sinfónica de Cascais, a realizar na noite de sábado, dia 24, no Auditório Senhora da Boa Nova.
Teatro
A última semana ficará ainda marcada pela apresentação, por parte do Teatro Experimental de Cascais, da peça "Auto d'El Rei Seleuco", de Luís de Camões, nos dias 28 e 29, na Casa Sommer.
Cinema ao ar livre
Toma também lugar de destaque nesta edição do FIC um ciclo de cinema ao ar livre, junto à muralha da Cidadela, com uma programação assente em alguns dos grandes êxitos da temporada cinematográfica, bem como um ciclo de cinema de autor.

No último dia do festival, dois dos maiores nomes da cultura portuguesa, António Lobo Antunes e Eduardo Lourenço, juntar-se-ão para um encontro singular.
Entrada gratuita
No FIC, a generalidade das atividades são de entrada gratuita, facto que resulta de um esforço conjunto da LeYa, da Câmara Municipal de Cascais e da Fundação Dom Luís I.
Programa completo em www.fic.leya.com

Conteúdos Associados

+ Sobre cascais

banner_cascais_0banner_cascaisambiente_0banner_cascaisparticipa_0banner_cascaisjovem_0banner_cascalitosbanner_lojacascaisbanner_bairromuseus_0banner_geocascaisbanner_agendacascais