Início / Património / Forte de Santo António da Barra ou Forte Velho
Início / Património / Forte de Santo António da Barra ou Forte Velho

Forte de Santo António da Barra ou Forte Velho

Morada

Estrada Marginal
S. João do Estoril

Georreferenciação

38.698426, -9.383994

Informações

Monumento de Interesse Público – Decreto n.º 129/77, de 29/9

Edificado em 1590 por ordem do rei D. Filipe I, teve projeto do engenheiro militar e padre Giovanni Vincenzo Casale, napolitano ao serviço da Coroa espanhola, que chegou a Portugal em 1589 para fortificar a barra do Tejo contra eventuais ataques de navios ingleses. O forte, de planta estrelada irregular, possui dois baluartes, ligados por revelins em V, rasgados por canhoeiras, com guaritas cilíndricas nos cunhais, que fazem também a ligação às muralhas exteriores. Ao centro possui uma casa forte quadrada, com capela e casernas abobadadas, que são protegidas por uma segunda cintura de muralhas constituída por dois baluartes, ligados por revelins em ferradura. A sua planimetria é pouco usual, não se integrando no modelo edificativo das fortalezas da barra do Tejo.

No final do século XVI já se encontrava construído e apto a receber artilharia, sendo mantido guarnecido e artilhado até ao final do século seguinte. No período das lutas liberais foi alvo de algumas intervenções e melhorias e recebeu artilharia com a respetiva guarnição. Durante o século XX também sofreu alterações, com vista à adaptação às suas novas funções: Posto Fiscal para controlo do contrabando de mercadorias (1897), Campo de Férias do Instituto Feminino de Educação e Trabalho de Odivelas (1915-2015) e residência de Verão do então Presidente do Conselho, António Oliveira Salazar (1950-1968). 

Ver Mais

+ Sobre cascais

banner_cascais_0banner_cascaisambiente_0banner_cascaisparticipa_0banner_cascaisjovem_0banner_cascalitosbanner_lojacascaisbanner_bairromuseus_0banner_geocascaisbanner_agendacascais