Início / História / Da pré-história ao período Romano
Início / História / Da pré-história ao período Romano

Da pré-história ao período Romano

Texto: 

A presença do Homem no território que hoje constitui o concelho de Cascais parece remontar ao Paleolítico, período de que subsistem alguns vestígios arqueológicos, nomeadamente nas Grutas do Poço Velho, situadas no coração da vila, que ainda assim foram sobretudo utilizadas no Neolítico, quando às comunidades de caçadores-recoletores se sucederam as de pastores-agricultores.

À escassíssima ocupação do Paleolítico Superior suceder-se-ia uma densa utilização durante o 3.º milénio a. C. enquanto espaço exclusivamente funerário, de que subsistem os componentes dos dois grandes complexos mágico-religiosos de então: as placas de xisto gravadas e, em maior número, os artefactos votivos em calcário. Durante o Neolítico, a utilização de grutas para o culto dos mortos esteve também na origem da construção de grutas artificiais abertas nos calcários macios da Alapraia e de S. Pedro do Estoril, onde se praticou o mesmo tipo de inumação das grutas naturais, que prosseguiu no Calcolítico.

A região foi ocupada e profusamente explorada durante o período romano, cujas villae contribuíram de forma decisiva para a consolidação do povoamento do futuro concelho, igualmente marcado pela transformação de Cascais num porto de suporte à captura, transformação e comercialização de pescado.

Coelhinho de osso polido, Grutas do Poço Velho
Coelhinho de osso polido, Grutas do Poço Velho
Conjunto de aneis de ouro espiral, Gruta I de S. Pedro do Estoril
Conjunto de aneis de ouro espiral, Gruta I de S. Pedro do Estoril
Colar, Grutas do Poço Velho
Colar, Grutas do Poço Velho
Vila Romana de Casais Velho
Vila Romana de Casais Velho

+ Sobre cascais

banner_cascais_0banner_cascaisambiente_0banner_cascaisparticipa_0banner_cascaisjovem_0banner_cascalitosbanner_lojacascaisbanner_bairromuseus_0banner_geocascaisbanner_agendacascais